top of page
  • Foto do escritorJéssica Frausto

Como navegar na Era da Informação Sem se Afogar na Ansiedade.





A velocidade com que a informação é disseminada nos dias de hoje é surpreendente, mas junto com essa abundância de dados vem também um desafio crescente: lidar com a ansiedade que muitas vezes acompanha esse fluxo constante.

No meu último vídeo, falei sobre algumas estratégias para evitar que a sobrecarga de informações nos afete mentalmente. Hoje, aprofundo um pouco mais essas ideias, trazendo exemplos práticos que podem fazer toda a diferença em nosso dia a dia.

Imagine que você está navegando nas redes sociais e se depara com uma enxurrada de notícias alarmantes. Isso pode desencadear uma sensação de ansiedade, não é mesmo? É como se estivéssemos nos afogando em um mar de informações, lutando para manter a cabeça acima da água.

Aqui entra o conceito de "Dieta Digital". Assim como nos preocupamos com a qualidade dos alimentos que ingerimos, devemos também cuidar da qualidade das informações que consumimos. Se muitas das fontes que seguimos estão nos deixando ansiosos, talvez seja hora de repensar quem realmente queremos manter em nosso feed.

Abrindo um parênteses aqui para um desabafo, em 2022, em pleno período eleitoral, foi insano entrar nas redes sociais e ver a guerra entre pessoas querendo defender o seu “melhor candidato”. Foi um período muito difícil para mim e imagino que para muito de vocês também.

Um exemplo prático disso é quando reservamos um tempo para nos desconectar completamente, realizando um verdadeiro "Detox Digital". Imagine tirar uma tarde inteira para se dedicar a um hobby que você ama, sem a distração constante do celular. Isso pode ser extremamente revigorante e restaurador para a mente. Eu faço isso com a pintura. Sim, eu pinto quadros e, aliás, será pauta de um dos próximos vídeos.

Outra dica valiosa é priorizar a qualidade sobre a quantidade. Em vez de tentar acompanhar todas as últimas notícias e tendências, escolha algumas fontes confiáveis que realmente agreguem valor à sua vida (e muito cuidado com a desinformação do grupinho do “ZapZap”). Isso não apenas reduzirá a ansiedade, mas também garantirá que você esteja consumindo conteúdo relevante e significativo.

Estabelecer limites para você mesmo. Defina horários específicos do dia para verificar e-mails, redes sociais e notícias, e fora desses horários, faça um esforço consciente para se desconectar. Isso ajuda a criar uma rotina mais saudável e previsível, reduzindo a ansiedade que muitas vezes acompanha a constante disponibilidade digital.

E o mais importante de tudo: valorize as conexões humanas reais. Em um mundo cada vez mais digital, passamos tanto tempo conectados que muitas vezes nos esquecemos da importância de estar presente fisicamente com nossos entes queridos. Reserve um tempo para desfrutar de momentos de qualidade com as pessoas que você ama e, principalmente, com você mesmo.


Comments


bottom of page